Acesso Rápido
ir direto para o conteúdo | ir direto para editorias | ver sitemap

Área do usuário

Conteúdo

//Cidade

23 de Maro de 2011 | 10:52

Criatividade para conquistar o mercado da moda

TAG , ,
O encontro esclareceu dúvidas das micro e pequenas empresas da área da moda

Redação Notícias da Serra

Os empresários de Petrópolis já estão de olho na próxima edição do Fashion Business que acontecerá de 22 a 25 de maio, na Marina da Glória. Para se prepararem para o evento, a Fecomércio promoveu, no dia 18 de março, na sede do SICOMÉRCIO – Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis, uma palestra de orientação sobre os núcleos criativos da Federação, que já estão trabalhando modelos para o próximo Fashion Business. Na ocasião, foram citados os três conceitos fundamentais que devem orientar as novas coleções: criatividade, qualidade e comprometimento.

 

Onze empresários participaram da palestra que foi ministrada por Laumar Mello, superintendente de Produtos e Serviços da Fecomércio. Segundo Laumar, a intenção do encontro foi esclarecer as dúvidas das micro e pequenas empresas da área da moda que atuam no comércio petropolitano, para que cada uma delas possa se diferenciar e crescer dentro do mercado. O evento foi dirigido a todos os segmentos da moda. De acordo com Laumar, para conquistar o público e se destacar no setor da moda, a empresa ideal deve dispor de produtos que atendam a demanda da comercialização.

 

Esse serviço de orientação ao empresário vai ocorrer de forma contínua, durante o ano, através de workshops que vão contar com um tema por trimestre. Além disso, a Federação vai fazer pesquisas para traçar o perfil do consumidor e está formulando um projeto de hotsite, com a intenção de mostrar como funciona o sistema de e-commerce. A Federação também vai implementar o projeto de identidade visual “De cara Nova” que vai orientar sobre a recolocação das marcas no mercado.

 

Na ocasião, o estilista e coordenador dos núcleos criativos da Fecomércio, Felipe Rocha, traçou um panorama sobre as tendências da moda, a partir do contexto social econômico e histórico que as pessoas estão vivenciando. Segundo ele, cada criador não pode deixar de ter em mente que as coleções devem estar linkadas ao consumidor. “Ainda hoje a moda é um instrumento de escape muito grande. Com agitações como na Líbia, no Egito, as pessoas acabam viajando em casa, com a moda. Por isso, atualmente a aposta da moda é em linhas mais exóticas", afirmou.

 

Durante o encontro, o técnico ressaltou a importância de se participar no Fashion Business. “Durante a feira, o relacionamento é tão importante quanto a venda. A decisão de compra pode não ser decidida na hora mas, com os contatos, tem a possibilidade de fechar o acordo depois”, disse Laumar.

 

Segundo ele, durante o Fashion Business, 59% dos participantes aproveitam o evento para conquistar contatos importantes no setor da moda. No último Fashion Business, 600 compradores nacionais e 60 internacionais aproveitaram a feira para fazer novos parceiros comerciais.

 

Na edição anterior do evento, que aconteceu em janeiro, três marcas petropolitanas marcaram presença do Fashion Business: Empório Josefina, Malagueta e Mananciais. Para Kelly Khawan, proprietária da Malagueta, o mais importante são as vendas após o evento: “Ampliamos os contatos, o que permite que negócios sejam fechados após o evento. Isso, além de divulgar nossa marca”.

Comente!

Captcha