Acesso Rápido
ir direto para o conteúdo | ir direto para editorias | ver sitemap

Área do usuário

Conteúdo

//Colaborativo

01 de Outubro de 2009 | 20:04

Seminário sobre Aids reúne lideranças de todo o país

Ana Paula Caneda

Nesta quarta-feira (30/09), aconteceu o primeiro dia do "Seminário Controle Social e AIDS Desafios e Expectativas", promovido pelo Grupo SOS Vida em parceria com a Universidade Estácio de Sá - Petrópolis, onde foram debatidos temas relacionados à participação da sociedade civil, diversidade sexual, contribuição da Igreja, avanços e desafios e outros assuntos relacionados a prevenção e tratamento da AIDS. Para o coordenador-geral do seminário e fundador do Grupo Assistencial SOS Vida, psicólogo Antônio Carlos Pires, a relevância deste evento está diretamente relacionada à importância da convergência de saberes e informações, além da necessidade de ouvir o que o outro quer dizer: “Falta organização da sociedade civil na cobrança das políticas públicas para outras patologias. É importante a formação de lideranças para que não se percam as conquistas e se exerça o controle social, o que é de vital importância para o correto direcionamento de verbas específicas”.

Participaram do Seminário o representante do Ministério da Saúde, diretor-adjunto do Programa Nacional de DST/AIDS – MS, Eduardo Barbosa, coordenadora da Pastoral da AIDS-CNBB, Irmã Nadalina Perondi, da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV-AIDS, Jaime Marcelo Pereira, da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), do membro da Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS – Grupo VHIVER/MG, Samir Amir, da coordenadora Municipal de Programas de Saúde, Vânia Werneck, do vereador Samir Yarak, do presidente da OAB/Petrópolis, Herbert Cohn, de facilitadores do Grupo Pela Vidda/RJ, entre diversos membros de ONGs de todo o Brasil.

Já na quinta-feira (01/10) foi realizada a segunda parte do evento, que possui abrangência nacional. Os participantes do Seminário Controle Social & AIDS – Desafios e Expectativas, ao final do encontro, redigiram a Carta de Petrópolis, com a coordenação da OAB-Petrópolis. O documento será enviado às autoridades com o intuito de defender a ampliação das políticas públicas para questão da AIDS no Brasil.

Comente!

Captcha