Acesso Rápido
ir direto para o conteúdo | ir direto para editorias | ver sitemap

Área do usuário

Conteúdo

//Saúde

22 de Maro de 2017 | 20:04

Petrópolis recebe evento sobre doenças raras

TAG 
Rogério Rufino - Pneumologista UERJ

Redação

No dia 23 de março, a Cidade de Imperial vai receber um evento médico para cardiologistas do Hospital Santa Teresa.  Organizado pelo médico Dr. Rogério Rufino, pneumologista da UERJ, o evento vai abordar especialmente a Hipertensão Arterial Pulmonar. Os temas em debate vão desde a importância do diagnóstico precoce até os avanços da medicina nessa área, incluindo a chegada de novas terapias ao país.

Quando falamos em hipertensão, é comum pensar logo no exagero do sal na alimentação e em problemas como infarto ou derrame. Mas há um tipo de hipertensão que pouca gente conhece e afeta bastante a qualidade de vida de milhares de pessoas todos os anos: a hipertensão arterial pulmonar (HAP). Mais ameaçadora do que muitos tipos de câncer, a HAP costuma ser diagnosticada tardiamente, pois seu principal sintoma, a falta de ar, confunde com outras doenças mais comuns como asma, bronquite ou até mesmo insuficiência cardíaca.

Na HAP, as artérias responsáveis por levar o sangue até os pulmões sofrem um estreitamento. Com isso, ocorre uma elevação na pressão arterial dos pulmões e uma dilatação do coração que, com o tempo, fica sobrecarregado e acaba falhando. Por isso, atividades simples do dia a dia como subir escada, escovar os dentes, tomar banho, fazer uma caminhada se tornam difíceis ou impossíveis de serem realizadas por esses pacientes. 

Porém, pacientes com HAP estão mais esperançosos. Uma nova droga capaz de retardar ainda mais a progressão da doença e proporcionar uma melhor qualidade e expectativa de vida já está disponível no Brasil. Aprovada recentemente pela ANVISA, a nova terapia é capaz de reduzir em mais de 50% as chances de hospitalização, além de prolongar o tempo de vida sem piora da doença nos pacientes.

SERVIÇO:
DIA:
23/03 
LOCAL: Centro de Estudos do Hospital Santa Teresa

Comente!

Captcha